Empatia: habilidade de um verdadeiro líder!

Empatia: habilidade de um verdadeiro líder!

Com origem no termo grego empatheia, que significava “paixão”, e pressupõe uma comunicação afetiva com outra pessoa, é um dos fundamentos da identificação e compreensão psicológica de outros indivíduos. Consiste em tentar compreender sentimentos e emoções, procurando experimentar de forma objetiva e racional o que sente outro indivíduo. Envolvendo três componentes: afetivo (baseando-se na partilha e na compreensão dos estados emocionais), cognitivo (capacidade de refletir sobre os estados mentais de outros) e reguladores de emoções (lida com o grau das respostas empáticas).

Conseguindo realizar eficientemente a gestão de pessoas, a empresa reconhece a importância que seus funcionários têm para o alcance de grandes resultados e êxito nas suas ações estratégicas. Ou seja, para que a organização otimize seus processos internos e externos, em busca de menos estresse e mais produtividade, através do seu capital humano, e levando em consideração a importância de se conseguir o equilíbrio entre o exercício das funções eficientemente e a empatia organizacional, é preciso caracterizar e habilitar fatores como a motivação, o reconhecimento, as habilidades sociais, o autoconhecimento, a transparência, o equilíbrio e a gestão efetiva com os colaboradores e de forma relevante para o ambiente organizacional.

     Existem muitos métodos e técnicas de gestão que proporcionam e motivam um entrosamento maior entre os colabores e, consequentemente, a internalização da empatia e do equilíbrio emocional. Isto é, a compreensão do outro no âmbito organizacional é uma vantagem na gestão dos negócios, pois consegue identificar representações certas para liderança, além de antecipar conflitos e preservar talentos, reforçando os princípios positivos da empresa. É, do mesmo modo, o caminho para uma comunicação mais clara, direta e concisa no ambiente corporativo.

     Compreendendo o impacto dessas práticas, a organização ocasionará grandes mudanças no seu clima organizacional e viabilizará níveis elevados de confiança, cumplicidade e engajamento de forma afetiva e eficaz.

Autora: Kátia Lyandra.

1 Comentário

  1. Pedro disse:

    Só li verdades, falta muita empatia nas nossas empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×